Notícias de União e Região

Justiça concede prisão domiciliar a acusada de matar jovem em União

O relator da decisão foi o desembargador José Francisco do Nascimento. Junto com a suspeita foram capturados três homens que continuam presos.

A 1ª Câmara Especializada do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) concedeu prisão domiciliar para Carla Vanessa de Almeida, acusada de participar do assassinato de Jairo Ribeiro da Silva, morto a facadas, no dia 26 de fevereiro deste ano, após sair de uma festa de Carnaval no município de União. Junto com a suspeita foram capturados três homens que continuam presos. A decisão foi publicada nesta segunda-feira (22) no Diário Oficial de Justiça.

O relator do processo é o desembargador José Francisco do Nascimento. Nos autos, o magistrado pontuou que não existem referências sobre a periculosidade da acusada e que em liberdade ela não apresentaria risco a sociedade ou a possibilidade de praticar novos crimes.Continua depois da publicidade

“De outra parte, nenhuma referência existe quanto ao periculum libertatis, posto que não expressou elementos que permitam influir como ou em que grau a liberdade da ré poderia ensejar um dano, seja numa ótica retroativa (acautelar o meio social) ou prospectiva (inibir novos delitos, garantir a eficácia do processo penal)”, ressaltou.

Com a determinação da prisão domiciliar, a Justiça determinou que a acusada compareça em juízo sempre que intimada; a proibição de ausentar-se da comarca, a menos que tenha autorização judicial e recolhimento domiciliar no período noturno e nos dias de folga.

Entenda o caso

Jairo Ribeiro da Silva, de 26 anos, foi assassinado com uma facada na região do tórax na madrugada da última quarta-feira (26), por volta das 3h, no Centro da cidade de União, após sair de uma festa carnavalesca. No mesmo dia, a Polícia Civil prendeu três suspeitos de participarem do assassinato, dois homens e uma mulher.

Fonte: Portal GP1.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: