Notícias de União e Região

Comportas de Boa Esperança são abertas e nível de rios deve subir nas próximas horas

Foto: Arquivo/Cidadeverde.com

O aumento na vazão dos rios Parnaíba e Poti já é perceptível em Teresina. A chegada do período chuvoso já fez com que a Barragem de Boa Esperança chegasse a 59,92%. Parte do volume será liberado e deverá chegar a Teresina neste sábado, fazendo com que o volume do Rio Parnaíba ultrapasse os 3 metros. 

De acordo com a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) responsável pelo monitoramento dos rios no Piauí, o volume atual do rio Parnaíba em Teresina chega a 2,74 metros e vai aumentar por conta da vazão liberada na barragem em Guadalupe.

“Desde ontem (5), o Parnaíba já subiu 60 cm e deve subir mais até a madrugada deste sábado, ultrapassando os 3 metros”, informou o engenheiro hidrólogo, Roberto Fernandes.

Foto: Roberta Aline

O Rio Poti também registrou um aumento perceptível no volume. Em um parque na zona Leste de Teresina, uma passarela às margens do rio foi invadida pela água. O volume atual do rio chega a 640 metros, maior volume registrado em 2020 pelo CPRM.

“Foi um aumento decorrente do montante na região de Prata do Piauí. Prata já baixou bastante, a tendência é que a partir da madrugada esse volume caia”, informou o engenheiro.

Apesar do crescimento no volume, os rios ainda estão em uma situação tida como convencional. O Poti em Teresina tem cota de inundação de 10 metros, enquanto o Parnaíba tem 6 metros e 87 centímetros.

Volume deve aumentar

Para o mês de março é esperado um aumento na frequência das chuvas o que deve acarretar em elevação da vazão dos rios em Teresina. 


Passarela em parque da zona Leste foi invadida pelo rio Poti.

Cuidado no banho

O engenheiro alerta a população a ter cuidado ao utilizar o rio para banho e pesca. “Nas cotas mais elevadas há um aumento no risco. O Poti tem pontos de grande profundidade no leito, maior velocidade da vazão. Não pode subestimar o rio”, alertou. 

A prefeitura e Defesa Civil acompanham juntamente com a CPRM as áreas de risco. Segundo o CPRM, ainda não há risco de alagamentos mas a situação traz a necessidade de ações preventivas.

Rio Longá e Marathoan

Localizados na região onde mais chove no Piauí, os rios Longá, em Esperantina, e Marataoan, em Barras também tiveram crescimento na vazão. O rio Longa já chega a 6 metros e 13 centímetros de profundidade e o rio Marataoan a 3m e 90 cm. “Interessante que as prefeituras estejam atentas e preparadas”, alertou o engenheiro do CPRM.

Mais chuva

A previsão é que novas movimentações de chuva cheguem ao Piauí até o mês de abril. 

“Essa é uma tendência da Bacia do Poti nesse momento. Os volumes chuvosos sobre a bacia do Poti vão incrementar a vazão do rio. Temos duas bacias vulneráveis, a Bacia do Poti e a bacia do Longá, com forte impacto sobre a cidade de Luzilândia”, informou o climatologista Werton Costa. 

Via Portal cidade verde

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: