Notícias de União e Região

Grupo fortemente armado invadiu o município de Castelo do Piauí e trocou tiros com a polícia

Os criminosos realizaram vários assaltos durante a noite.

Um grupo fortemente armado invadiu o município de Castelo do Piauí e trocou tiros com a polícia na madrugada desta quarta-feira (25). A troca de tiros teve início ainda na tarde de ontem terça-feira (24) em Campo Maior, quando uma caminhonete S10 suspeita foi abordada pela polícia. Na ocasião, um homem foi preso em posse de uma arma. Ele seria integrante de uma quadrilha de assaltos a bancos.

Após ser preso, o suspeito teria entregue os demais comparsas que estariam na região para realizar assaltos nos próximos dias. A Polícia Militar, juntamente com equipes que se deslocaram da capital, dentre elas o Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar do Piauí (BOPE) e Força Tática, iniciou perseguição. Policiais e bandidos trocaram tiros, com confronto na altura da cidade de Castelo do Piauí.

Carro usado pelos bandidos.

Veículo usado pelos bandidos

Durante a ação dos criminosos, uma pessoa foi feita refém. Os bandidos fugiram e já na manhã de hoje a Polícia Rodoviária Federal (PRF) conseguiu localizar dois suspeitos que foram presos. Eles seriam integrantes do chamado “Novo Cangaço”-formado por quadrilhas com violenta ação de criminosos em assaltos a bancos.

O coronel Márcio Oliveira, comandante de Operações Especiais da Polícia Militar, explicou como teve início o confronto entre policiais e bandidos. “Por volta das 14h os policiais da cidade de Campo Maior tiveram notícia de uma caminhonete S10 branca circulando com pessoas suspeitas. A partir desse momento, as equipes da Força Tática do policiamento convencional da cidade empreenderam diligencias e por volta das 17h40 localizaram o veículo e fizeram o acompanhamento. Os bandidos abandonaram o carro, adentraram em um matagal. Após levantamento, foi constatado que o veículo tinha placa fria, o veículo teria sido roubado no estado de Pernambuco”, informou.

O motorista da S10, Tarcísio Barbosa Fônseca, foi preso em um galpão próximo à PRF. Outros três indivíduos, que também se encontravam no local, conseguiram fugir.

Tarcísio Barbosa Fonseca

“Logo depois chegaram informações de que esse mesmo veículo teria sido visto próximo de um galpão no posto da PRF, foi montado um cerco já com o pessoal da Força Tática e Polícia Civil. Nesse local, um indivíduo tentou se evadir. O indivíduo, identificado como Tarcísio Barbosa Fônseca, acabou preso. A partir disso fizemos contato com o pessoal do BOPE e Greco, da inteligência da Polícia Militar, e conseguimos fazer os bloqueios ali na região de São Miguel do Tapuio e Juazeiro”, declarou o comandante.

A polícia conseguiu recuperar duas armas de fogo, um Fúzil 556 e um espingarda cal. 12, além de munições. Uma pessoa não identificada, foi mantida refém pelos bandidos e obrigada a viajar de Castelo para Juazeiro sob a mira dos assaltantes.

Armas e munições aprendidas

“Então esses bloqueios foram feitos e mantidos. No período da noite, os indivíduos que estavam caminhando nas margens de uma rodovia tomaram um Fiat Uno de assalto e juntamente com o proprietário conseguiram chegar até Juazeiro do Piauí. O dono mantido refém dentro do carro. Ele [refém] foi liberado e, lá, eles tomaram outro veículo de assalto. Dessa vez, uma Strada de cor branca e de lá seguiram para Castelo. Em Castelo, eles fizeram um assalto em um posto de gasolina, tomaram uma Hilux e seguiram para Buriti dos Montes, onde toparam com os nossos bloqueios e houve uma troca de tiros. Eles capotaram o veículo próximo de um povoado na zona rural de Buriti dos Montes. Nesse momento, nós encontramos dentro do Fiat Uno uma grande quantidade de munição calibre 12; próximo do carro que capotou nós encontramos um fuzil de repetição; uma espingarda calibre 12 de repetição de capacidade de 6 disparos; encontramos munição de calibre 556”, informou.

Fonte: meionorte.com/portal tribuna em foco

Comentários estão fechados.