Notícias de União e Região

CAOS NA SAÚDE EM BARRAS-PI.

Médicos paralisam atividades em Barras-PI.

A todos os funcionários do hospital,
Quero comunicar que nós médicos entendemos a situação de todos aqueles que estão com os salários atrasados(grande maioria), pois também passamos pela mesma situação. Resolvemos, por fim, comprar a briga por todos, pois entendemos que, embora todos os setores e áreas sejam importantes no hospital, a parte médica sem dúvida é a que mais gerará desconforto caso ocorra paralisação. E é justamente por este motivo que estou aqui para dizer que, após tentativa(sem sucesso) da diretora para obter êxito em conseguir mais recursos com fim de pagamento da folha hospitalar, que decidimos por paralisar. E paralisar não significa parar tudo, pois é inconstitucional. Então quer dizer que deveríamos funcionar em escala reduzida e atender agora, de fato, emergências de verdade. Portanto, nada adianta se entrarmos, médicos, em paralisação se funcionários da enfermagem ficarem reclamando do tamanho da fila, tirarem fotos para incitar revolta na cidade pelo atraso de atendimento, se o pessoal da triagem que é para triar não fizer agora este serviço com 100% de aproveitamento, se quem quiser adentrar ao hospital o porteiro deixar. Temos que ser firmes. Tem que haver revolta sim da população, mas eles tem que saber que somos vítimas, pois estamos com 04 meses de atraso salarial. Neste momento não decido por mim, decido pela maioria dos médicos que estao hospital, que já são poucos, e não é porque nao podemos esperar mais, é porque o esgotamento físico já aconteceu, em um hospital que é para ter 14 médicos diferentes, tem apenas os que tem pelo motivo de outros médicos não aceitarem entrar na escala devido ao atraso. Humanamente, como diretor clínico, é impossível cobrir buracos sozinho. Antes que venha a desmoronar quero deixar registrado o aviso prévio e dizer também que o hospital é estadual e, portanto, este pagamento nao tem nada a ver( pelo que eu saiba) com a prefeitura. Por favor, contamos com a colaboração de todos, se houver ao menos 1 que se faça contra, abortaremos a greve, pois entendemos que os maiores beneficiados serão vocês, principalmente os que só dependem da remuneração do HRLM. Dessa forma, apenas verdadeiras urgências e emergências serão atendidas. Não é uma decisão minha, é dos médicos que fazem parte da escala e tenho que ir de acordo com a decisão da maioria, pois se sairem, não terei oque fazer.

Comentários estão fechados.