Notícias de União e Região

Sem acordo greve na educação do Piauí vai completar um mês

Os servidores da educação estadual do Piauí, estão em greve desde o dia 10 de fevereiro, mas as negociações não avançam. Diante da falta de avanços, os servidores montaram o “acampamento da resistência” em frente ao Palácio de Karnak. O protesto da categoria é contra o não reajuste de 2019 e 2020, contra precariedade da merenda e do transporte escolar. O “acampamento da resistência” foi montado ontem, 04/03 e hoje, 05, a categoria ocupou parte da Avenida Frei Serafim, usando o grito de guerra: “Wellington caloteiro, eu quero o meu dinheiro”.

SINTE PI MONTA ACAMPAMENTO EM FRENTE AO PALÁCIO DE KARNAK
MANIFESTAÇÃO DO SINTE

Faça chuva ou faça sol, as manifestação estão acontecendo. Apoiada por populares, estudantes e pais de diversas escolas, a categoria demonstrou que não se intimida com os fenômenos da natureza e muito menos com as ameaças e mentiras disseminadas na mídia pelo governo estadual com o objetivo de manter o arrocho salarial sobre os trabalhadores/as e o sucateamento da educação pública.

Os manifestantes rebateram a tentativa de criminalizar a greve, culpando o movimento pela evasão escolar, quando, na verdade, a mesma é consequente a má gestão da educação pública no Piauí, a começar pela precariedade do transporte escolar em muitas regiões, pela má qualidade da merenda escolar em grande parte das unidades, e pela desvalorização dos trabalhadores em educação.

ACAMPAMENTO DA RESISTÊNCIA

Em União, a maior parte dos servidores da SEDUC aderiram à greve geral; porém, as aulas não foram suspensas, a grande maioria dos profissionais da educação estadual em União é de celetista. Contratos que deveriam ser provisórios, em substituição aos efetivos licenciados, termina virando contratos prolongados. Existe uma carência de profissional na educação estadual, mas o governo do estado descobriu que é mais vantajoso contratar profissionais através de seletivos, pois estes profissionais ganham muito menos que os efetivos e não podem participar de greve.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: