Notícias de União e Região

União 166 anos

No próximo dia 17 de Setembro (2019), o município de União completa seus 166 anos de emancipação política. Antes, União era uma povoação da jurisdição de Campo Maior. De acordo com os relatos históricos, a gênese de União foi a antiga fazenda Estanhado, situada à margem do Rio Parnaíba. À medida que a fazenda foi crescendo, foi instalada uma Capela, em torno da qual núcleo populacional foi crescendo.

FOTO AÉREA – UNIÃO 2006

Um fato que não é muito considerado em relação à gênese de União – à medida que Campo Maior crescia, crescia também a necessidade de escoamento de sua produção baseada na carne de gado, bem como crescia também a demanda por produtos vindo de fora. Campo Maior resolveu escolher um local à beira do Rio Parnaíba que fosse mais perto e instalar um porto de embarque e desembarque. O Rio Parnaíba era a principal via de acesso a Campo Maior. Com a instalação do porto, foi necessário o destacamento de segurança para dar proteção às mercadorias que chegavam ou que saiam de Campo Maior. A existência do porto com o destacamento policial, pode ter sido a razão para a instalação da Fazenda Estanhado. Nesse caso, a gênese de União seria o porto no Rio Parnaíba e não a Fazenda Estanhado! (Mas essa parte fica no campo da especulação).

REPRODUÇÃO ARTÍSTICA DA ANTIGA FAZENDA ESTANHADO – PIQUETE EXPLORADOR DO ESTANHADO
UNIÃO – 2006, SÍTIO URBANO VISTA AÉREA TOTAL

A Fazenda Estanhado foi instalada em terreno de solo fértil e com abundância em recursos hídricos (condição que permanece nos dias atuais). O núcleo populacional do Estanhado crescia rápido, então no ano de 1826, o Presidente da Província propôs a criação de uma freguesia na povoação do Estanhado e sua elevação à categoria de Vila. A proposta não vingou e Estanhado continuou como distrito da vila de Campo Maior. A elevação à categoria de Vila só aconteceu no ano de 1853, quando a capelinha da fazenda foi elevada à Paróquia de Nossa dos Remédios. A partir de então, o povoado deixa de ser Fazenda Estanhado e passa a nomenclatura de Vila União.

Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Remédios, década de 1940

O Coronel, João do Rego Monteiro – Barão de Gurgueia fez a doação das terras margeando o Rio Parnaíba, para a composição patrimonial da Vila. E durante o regime republicano, a Vila passa à condição de Cidade. Desde de sua gênese, União (ainda como fazenda ou porto) teve sua importância econômica e estratégica. Participou decisivamente da Batalha do Jenipapo, em Campo Maior em 1823, a maior luta em terras piauienses pela independência do Brasil. Participou também da Guerra dos Balaios, guando as tropas legalista venceram os rebeldes, sob o comando de “Ruivo” e “Pedregulho”.

A formação administrativa de União se deu através dos seguintes documentos: resolução provincial nº 348, de 25-08-1853; resolução provincial nº 362, de 16-09-1853, ou de 17-09-1853, desmembrado de Campo Maior e decreto estadual nº 1, de 28-12-1889 que elevou à categoria de Cidade – Cidade de União. Gentílico – Unionense. A extensão territorial de União é de: [IBGE 2018]1.173,447 km². Densidade demográfica – 36,35 hab/km², ocupando a posição de número 1960º em relação aos demais municípios do país; 19ª posição em relação ao estado e 4ª em relação à micro região. De acordo com o senso demográfico IBGE 2010, União tem 42.654 habitantes – estimativa atual de 44.485 habitantes.

OUTROS DADOS

PIB Per capta = 7.428,39 R$ [2016] . Percentual das receitas oriundas de fontes externas = 89,2 % [2015]. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010] 0,577. Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2017] 1,7 salários mínimos. Pessoal ocupado [2017] 5.068 pessoas = 11,6%. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010] 52,8 %. Nossa economia é basicamente sustentada pelo funcionalismo público, aposentados e pensionistas do INSS ou beneficiários de programas sociais. A geração de empregos privados se deve na sua quase totalidade à empresa COMVAP (açúcar e etanol), comercio e pela industria ceramista.

SAÚDE

Taxa de mortalidade infantil [2017] 15,65 óbitos por mil nascidos vivos. Internações por diarreia [2016] 7,2 internações por mil habitantes. Com relação à saúde, o município de União vem enfrentando sérias dificuldades, a partir da municipalização do hospital, Dr. José da Rocha Furtado; o centro cirúrgico foi desativado há mais de 10 anos. Procedimentos cirúrgicos eletivos, que aconteciam semanalmente deixaram de existir. O centro cirúrgico foi reconstruído e está pronto para funcionar desdes o final da gestão do ex-prefeito, Gustavo Medeiros. De acordo com o atual prefeito, Paulo Henrique Costa, “o centro cirúrgico só volta a funcionar se o governo do estado der a equipe cirúrgica e anestesista, do contrário, eu não tenho condições de arcar sozinho”, disse o prefeito em reunião com o Conselho Municipal de Saúde.

Ao completar seus 166 anos de “INDEPENDÊNCIA” no próximo dia 17 de setembro, o que União tem a comemorar? Quais os desafios que o município precisa enfrentar para evoluir? _ Lembrem-se, cronologicamente, a cidade de União é mais nova que Teresina somente um ano, um mês e um dia! A distância física entre as duas cidades é menos de 60 km. Teresina se desenvolveu nas mesmas condições físicas em que União ficou estagnada; nossa capital tem uma população aproximada de 1 milhão de habitantes, enquanto União ainda não rompeu a marca de 50 mil habitantes! É uma cidade com forte tendência ao turismo religioso. O ecoturismo tem enorme potencial, mas é praticamente inaproveitado; por todo o território existem inúmeras belezas naturais pouco conhecidas e inexploradas. Temos potencial para crescer, só falta romper a barreira do marasmo!

RIO PARNAÍBA/BABAÇUAL
CACHOEIRA DO BACAMARTE
GARÇAS – RIO PARNAÍBA – ALTO SÃO JOSÉ
PEDRA DA MÃE D’ÁGUA – EMPAREDADO

FAUNA SILVESTRE – CAPIVARA, BANHO DE SOL NA MARGEM DO PARNAÍBA
BARRAGEM FILINTO REGO
CAIS DO PORTO – DÉCADA DE 1980
CEMITÉRIO DOS CATIVOS – LOCALIDADE CANA DOCE
CONCREÇÃO CARBONÁTICA – “OVO DE DINOSSAURO”
UNIÃO -2006 , VISTA AÉREA PLANO CENTRAL

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: