Notícias de União e Região

Idosa atacada por raposa está há mais de 10 horas no hospital de União aguardando a Regulação

Sergina de Abreu Magalhães – 80 anos, residente na localidade Retiro, zona rural de União, foi tacada por uma raposa durante a madrugada. Dona Sergina teve fratura exposta na mão esquerda e várias mordidas nos braços e pernas. A idosa foi atacada enquanto pegava água numa torneira no quintal de sua residência por volta das 04 horas da madrugada deste domingo, 01 de Setembro. Uma filha de Sergina acordou com o barulho e ao chegar no quintal, dona Sergina já tinha sido atacada. Mesmo toda mordida e com fratura exposta em uma das mãos, dona Sergina, 80 anos, conseguiu imobilizar a raposa. A filha da idosa conseguiu abater o animal.


Tão logo o dia amanheceu dona Sergina foi levada ao hospital de União, onde recebeu os primeiros atendimentos. Desde o momento em que a idosa deu entrada no HMU que a equipe médica tenta regular a paciente, junto à Central de Regulação. Ainda de acordo com a equipe médica do hospital de União, a Central de Regulação já solicitou até fotos do RAIO X de Sergina. De acordo com os médicos do hospital de União, a regulação ainda não aconteceu por que o HUT alega que a idosa deveria ser levada primeiro para o hospital Natan Portela para receber a vacina antirrábica.

Os médicos do hospital de União, afirmam que foi feito o pedido de atendimento prioritário junto à Central de Regulação, ainda assim, Dona Sergina continua em União sem saber quando receberá a senha da regulação. Os parentes da idosa estão revoltados com a demora. “Vários outros casos que chegaram aqui muito tempo depois já foram regulados e minha irmã, que dizem que é prioridade continua sem ser regulada”, disse uma irmã de Sergina.

Dona Sergina, 80 anos. Foi atacada por raposa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: