Notícias de União e Região

05:00 horas da manhã: esperando água. Colapso no abastecimento de água em União

A falta de água na cidade de União virou rotina, uma triste rotina; principalmente nos bairros São Judas, São Sebastião, Vila Nova Conquista, Residencial Santa Helena e até mesmo em pontos do centro da cidade. Diariamente uma romaria de pessoas bastante zangadas têm procurado o escritório local da AGESPISA em busca de uma informação e o que a empresa informa é que: “estamos com uma equipe de Teresina resolvendo o problema”; porém, o problema só se agrava e não há solução. Alguns funcionários, já bastante revoltados com a situação também, chegam a afirmar que a causa é a insuficiência do sistema de captação e tratamento. Ou seja, a AGESPISA sabe a origem do problema. Mas, e a solução?

No escritório da AGESPISA em União, usuários relatam a situação.

Dependendo do estado de humor dos funcionários do escritório local, a orientação que é dada aos usuários é: “compre uma caixa de água”, dizem os funcionários. Diante da orientação os usuários revidam: “nos comércios não vendem caixa d’água com minadouro”; “e eu vou comprar caixa d’água pra estocar vento”; “não sei pra quê comprar caixa de água… pra guardar o quê”?. Outros funcionários são mais realistas e orientam aos usuários ligarem para o diretor de distribuição da AGESPISA em Teresina, pelo 3198 0150.

Ontem conseguimos falar com o engenheiro, Marcus Vinicius Costa e segundo ele, a AGESPISA em Teresina não tinha conhecimento da gravidade da situação em União. Mas garantiu que a partir de hoje, terça feira, 06/08, a empresa buscaria uma solução para corrigir a deficiência na distribuição de água em União. Marcus Vinicius é ex-presidente da AGESPISA e irmão do prefeito Paulo Henrique costa. Enquanto as providências não vêm, os usuários vão se virando como podem!

No bairro São Sebastião, a maioria dos moradores que não têm poços em casa, compraram caixas d’água e as posicionam ao nível do terreno, para poder conseguir aparar um pouco de água. “Eu tive que comprar uma caixa de água e uma bomba… quando a caixa que fica no chão enche a gente liga a bomba para poder levar água para a caixa d’água dentro de casa e assim poder usar o banheiro… não tem sido fácil, pois tem dia que nem mesmo na caixa que fica no chão a água chega”, relata a professora, Isabel, residente na Travessa Sete de Setembro, Bairro São Sebastião.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: