Notícias de União e Região

Mentiram para os unionenses com relação à aquisição de novas bombas para a AGESPISA, o que evitaria a falta de água na cidade

A cidade de União vem sofrendo com problemas de abastecimento de água há décadas. Os problemas se agravam a partir do segundo semestre, todos os anos é assim. Em outubro de 2017, um problema na central de captação e tratamento de água da AGESPISA deixou toda a cidade mais de uma semana sem água nas torneiras. Naquele ano, o drama da falta de água não foi maior por que alguns empresários que dispõem de carros-pipas, ofertaram água à população. Naquela ocasião, o prefeito Paulo Henrique e seus vereadores chegaram a anunciar que haviam conseguido novas bombas para a AGESPISA, o que evitaria problemas futuros no abastecimento de água da cidade. Veja print da época, na fanpage da prefeitura no Facebook.

Foto, Ossian Melo: Outubro de 2017.

Pelo visto as bombas “evaporaram”, ou mentiram mais uma vez com relação à resolução dos problemas de abastecimento de água em União. Essa estória de “resolver de uma vez por todas os problemas de abastecimento de água em União, já havia sido dita quando da inauguração do reservatório de 1,2 milhão de litros, no ano de 2010. Essa “novela” do reservatório da AGESPISA é bem conhecida! Mas e com relação à “novas bombas” que haviam sido adquiridas? _ Não passou de mais uma firula para enganar ao povo!

Atualmente a cidade está novamente vivenciado crise no abastecimento de água (agora mesmo, às 20 horas de 10/07, não há uma gota de água nas torneiras, na Rua Santa Helena, Bairro São Judas). Mas quando qualquer cidadão procura o escritório local da AGESPISA para saber os motivos da falta de água; a resposta da empresa é a mesma: “o problema é a falta de bombas novas”. Como assim, falta de bombas? E onde foram parar as tais “novas bombas” que o prefeito e seus vereadores afirmaram ter conseguido ainda em 2017, junto ao governo do estado?

Foto: Ascon do deputado, Georgiano. Setembro de 2017, visita do prefeito ao presidente da Agespisa.

O governador Wellington Dias não parece muito preocupado em resolver os problemas de falta de água em União. A preocupação do estado é arrecadar mais mais dinheiro através da elevação das tarifas de água e esgoto da AGESPISA, o novo reajuste já está em vigor e é de quase 10%. E por falar em reajuste nas tarifas de água e esgoto, os moradores que já receberam a nova fatura estão se queixando que o valor da taxa de esgoto não é mais de 50% como havia sido acertado. Segundo os moradores, a tarifa de esgoto supera os 60% do valor da taxa de água. O governador tem cede de arrecadação.

ETA UNIÃO, MARÇO DE 2010. A SITUAÇÃO DA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA DE UNIÃO AINDA É IGUAL À DA FOTO.

Diante dos reajustes nas tarifas de água e esgoto, num momento em que a cidade novamente está em crise de abastecimento d’água, o sentimento é de enganação mesmo. Mentiram para os unionenses com relação à resolução dos problemas de abastecimento de água na cidade.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: