Notícias de União e Região

Conselheiros do CAE solicitam ao Ministério Público providências a respeito da insegurança e criminalidade nas escolas municipais de União

Na manhã desta Quarta feira (03/07), os conselheiros do CAE (Conselho de alimentação Escolar) Antonio Carlos Mello e Evanildes Gomes, ao tomarem conhecimento que na Unidade Escolar Lilásia Lobão Marques os alunos estão sendo liberados mais cedo por falta de merenda escolar.

Os mesmos fizeram uma visita in loco a escola nesta manhã do dia 03/07/2019, às 9 horas e 50 minutos, onde constataram que a referida escola encontra-se totalmente fragilizada, depredada, por conta dos contantes arrombamentos, de onde os vândalos furtaram os botijões de gás, quebram lâmpadas, materiais didáticos, ventiladores e o telhados da escola.

Os constantes furtos dos botijões de gás e a falta de reposição por parte da secretaria de educação está inviabilizando o preparo dos alimentos. Os professores e demais servidores encontram-se amedrontados diante da situação de criminalidade e inseguranças nas escolas.

Diante da falta de ação por parte do gestor, os conselheiros procuraram o Ministério Público pra mais uma vez pedir providencias, nesta situação específica, referente a insegurança e a criminalidade instauradas nas escolas de união.

Vale ressaltar, que a escola citada é apenas uma amostra da realidade de algumas escolas municipais e que o CAE recebe constantemente denúncias das escolas de vários pólos.

Resultado: alunos com carga horária de aula prejudicada, falta de alimentação escolar e de condições dignas e de segurança para alunos e funcionários.

No mês passado, profissionais da escola, alunos e sociedade fizeram uma manifestação pacífica pedindo a aqueles que estavam roubando a escola que parassem. Dias depois a escola novamente foi invadida e teve o último botijão de gás levado.

Termo de declarações

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: