Notícias de União e Região

Audiência pública para tratar de segurança e combate às drogas: Capitao Luz desabafa.

Aconteceu na tarde de hoje, 27/06, uma audiência pública na Câmara Municipal de União, que reuniu os três poderes do município: executivo, legislativo e judiciário, A segurança era o assunto é para isso, a presença do Capitão Luz.

A audiência foi proposta pelo vereador Eduardo Bacelar e tratou de temas muito atuais no município de União, como por exemplo, a questão de assaltos e arrombamentos rotineiros, principalmente nas escolas e postos de saúde.

A participação da sociedade civil foi pequena (veja foto) mas as discussões foram bastante proveitosas.

Foto: Lucas Lopes – Plenário da Câmara Municipal de União

Chamou bastante atenção, a fala do Capitão Luz, comandante da PM de União. O Capitão falou das dificuldades enfrentadas no tocante à parte estrutural (viaturas e combustíveis), mas também falou da interferência política no trabalho da polícia. Luz também pediu união entre a classe política no sentido de resolver os problemas da cidade e do município. [… se a sociedade aqui, se organizar… os vereadores independentemente de qual partido forem, se se derem as mãos… porque eu posso até não gostar do vereador Feitosa – mas é só um exemplo, viu?]. Nesse momento o público presente ri e o Vereador Feitosa, visivelmente incomodado, retrucou: “Mas você já deixou claro em outras oportunidades, tem problema não, não me incomoda não”. Novamente o público dá risadas.

Foto: Lucas Lopes – Publico acompanhando a audiência pública

Ao longo da fala do Capitão Luz, fica claro a reclamação deste diante da interferência política no trabalho da polícia [Eu tenho o maior respeito por cada um de vocês aqui, só eu sou um policial raiz: eu não estou aqui pela questão de salário não, mas pela questão do gostar do que faço, entendeu?…Eu digo para os senhores, eu não sou partidário, o meu partido é a PM… nós estamos aqui é para defender a sociedade… Em razão do nosso colega aqui, Feitosa, se ele ficou chateado, eu só lamento… Existe um indivíduo chamado Júnior do Metrim, ele estava pilotando uma moto fazendo assalto, no terceiro, a guarnição pegou; e talvez aqui o colega não conheça – (capitão, a moto é da mãe dele!) eu disse: não era ela que estava pilotando não!]. Pelo desabafo do Capitão, fica claro que políticos estão tentado interferir no trabalho da polícia. Ouça os principais trechos da fala do Capitão Luz!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: