Notícias de União e Região

Câmara Municipal aprova redução de 80% nos salários dos vereadores!

Projeto de Lei aprovado prevê redução de 80% no salário dos vereadores, 50% do prefeito e vice, e 20% dos secretários.

Plenário da Câmara Municipal de Arcos – Minas Gerais

Com a redução, A Câmara estima uma economia de R$ 4 milhões aos cofres do município. O projeto aprovado na Câmara Municipal de Arcos – MG, dependia apenas da sanção do prefeito, Denilson Teixeira – MDB. O prefeito não impôs nenhum obstáculo para sancionar o projeto, que caiu nas graças do povo do Município de Arcos; o projeto já foi sancionado e agora é Lei!

O projeto que reduziu os salários de vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários é de autoria do presidente da Câmara Municipal de Arcos, Luís Henrique Sabino Messias – PSD. O presidente usou como fundamentação a crise econômica do país, bem como o fato da função do vereador não exigir dedicação exclusiva, “tendo em vista a crise que atravessa a federação, o estado e o nosso município, nada mais justo que fosse proposta essa redução”, falou o presidente.

A Câmara Municipal de Arcos é composta por 13 vereadores, a mesma quantidade da Câmara Municipal de União. Durante a votação do projeto que reduziu os próprios salários o placar ficou empate: 6×6, o presidente, Luís Henrique deu o voto de minerva, decidindo pela redução salarial do legislativo e executivo. A medida vale a partir de janeiro de 2021, ou seja, não tem validade para a legislatura atual. “Os vereadores, vice-prefeito e prefeito podem ter outra atividade remunerada, político não é profissão. O salário do prefeito da cidade de Arcos está atrás de apenas outros cinco prefeitos de capitais brasileiras, um valor totalmente desproporcional ao tamanho do município”, afirma Luís Henrique Sabino.

O prefeito de Arcos, Denilson Teixeira classificou o projeto como um grande avanço para o município. ” O momento é de sacrifício. O país inteiro vive este momento. A dona de casa e o trabalhador têm se sacrificado, então nada mais justo de que nós também façamos isso. Arcos sempre foi exemplo para toda região e agora, mais uma vez, queremos ser fontes de boas notícias para todo país”, disse o prefeito. Não é todo prefeito e nem todo presidente de câmara, que pensam em afundar seu município!

Não é a primeira vez que a Câmara Municipal de Arcos, Minas Gerais dar uma lição ao país! Em 2017, a Câmara aprovou um projeto de Lei que reduz de 13 para 09 o número de vereadores, porém, o referido projeto ainda não foi sancionado pelo prefeito, Denilson Teixeira – MDB, mas agora por ocasião da sanção do projeto que reduz os salários do legislativo e executivo, o prefeito garantiu que ainda não viu o projeto aprovado em 2017, mas que vai procurar o referido projeto e analisar a viabilidade; caso seja sancionado, o município terá uma economia de mais de R$ 5 milhões de reais por mandato!

O município de Arcos – Minas Gerais, tem uma população de 40 mil habitantes, ou seja, semelhante à população de União. O projeto aprovado pela Câmara e sancionado pelo prefeito, reduz em 80% o salário dos vereadores. O salário atual dos vereadores é de R$ 6.149,00 e passa a valer R$ 1.200,00 a partir de 2021; o salário atual do prefeito é de R$ 24.244,41 foi reduzido em 50% e passa a valer R$ 12.112,21; o salário do vice é de R$ 6.458,90 e passa a ser de R$ 5.167,12; os secretários têm salário atual de R$ 7.975,66 e passa a valer R$ 6.380,53; 20% foi a redução dos salários do vice-prefeito e secretários.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: