Notícias de União e Região

Esgoto da AGESPISA está sendo lançado diretamente no Rio à montante da captação de água pela ETA

Um grande extravasamento de esgoto da AGESPISA praticamente na ribanceira do Rio Parnaíba está jogando milhares de litros de efluentes acima do ponto de captação de água pela ETA

O sistema de esgotamento sanitário da AGESPISA na cidade de União, tem provocado muitos transtornos desde os momentos inicias das obras ainda em 2012. As obras já foram concluídas, mas os transtornos e prejuízos continuam. As obra foram executadas pela empresa GETEL com recursos da CODEVASF ao custo inicial de R$ 21 MILHÕES DE REAIS!

Um vídeo de um internauta que circula nas redes sociais, mostra um grande extravasamento de esgoto praticamente na ribanceira do Rio Parnaíba, o extravasamento é no bairro Beira Rio, à montante do ponto de captação de água pela AGESPISA. Um verdadeiro crime ambiental e à saúde pública!

Os transtornos provocados pela AGESPISA em União, por pouco não provoca uma tragédia na noite de sábado, 10/11, por volta de 21:30 na Travessa Santa Helena, bairro São Judas Tadeu; quando o médico e ex-prefeito,  Edimilson Mota caiu numa cratera deixada pela AGESPISA há 12 dias, ficando a Rua intrafegável e sem sinalização. Dr. Edimilson Mota não sabia da cratera no meio da rua e tentou passar sendo surpreende pelo buraco que por muito  pouco não foi totalmente tragado pela cratera, o que não ocorreu por Edimilson Mota anda sempre em baixa velocidade.

O pneu dianteiro do lado do motorista ainda ainda escorregou na cratera, mas imediatamente os moradores próximo à correram até o local e com o auxílio de outro carro e uma corda conseguiram evitar que o automóvel do médico caísse totalmente na cratera. Por sorte o médico não sofreu ferimentos e o veículo Pálio não teve grandes avarias.

Os dois casos relatados ilustram como a AGESPISA – governo do estado tem tratado União. Mas União deu ao governador reeleito uma grande votação na última eleição. Parece que o povo de União gosta!

Espera-se que o ministério público seja acionado e este obrigue a AGESPISA a tomar as providências!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: