Notícias de União e Região

Presidente eleito diz que a Constituição é o norte da democracia

“Juntos, vamos continuar construindo o Brasil que o nosso povo merece. Temos tudo para sermos uma grande nação”, declarou

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, pediu há pouco, em sessão solene de homenagem aos 30 anos da Constituição, união dos que estão ocupando cargos na República a fim de mudar o destino do Brasil. Em um discurso de aproximadamente dois minutos, Bolsonaro disse que a Constituição é o norte da democracia. Ele destacou seu compromisso com o tema e também a responsabilidade de todos para com ele. “Juntos, vamos continuar construindo o Brasil que o nosso povo merece. Temos tudo para sermos uma grande nação”, declarou.

Presente à sessão, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, cumprimentou Bolsonaro e lembrou que o presidente eleito se comprometeu a cumprir a Constituição. Entre as conquistas trazidas pela Carta Magna, Toffoli destacou o fortalecimento das instituições democráticas.

Assim como Bolsonaro, Toffoli pediu união dos Poderes da República para pensar no desenvolvimento do País. “Agora o Brasil precisa encontrar um ponto de união em meio às diferenças, como é próprio de um Estado democrático de direito. É o momento de a política voltar a liderar as grandes questões da Nação. Compete ao Legislativo cuidar do futuro; ao Executivo, do presente; e ao Judiciário moderar os conflitos do passado”, afirmou.

Na opinião do presidente do Supremo, o Congresso tem atuado corretamente nas necessárias atualizações da Constituição e das leis. Ele destacou inovações como as leis da Ficha Limpa e do Acesso à Informação, entre outras medidas que garantem transparência e favorecem o combate à corrupção. E pediu que agora os parlamentares trabalhem por reformas que devem ser feitas, como a da Previdência, dentro de um quadro de segurança jurídica.

Também o presidente Michel Temer defendeu a harmonia e a independência entre os Poderes e disse que o titular do poder no Brasil é o povo que foi às urnas em 7 de outubro e elegeu Jair Bolsonaro.

Deixe uma resposta