esporte

Piauienses estão entre os mais bem avaliados oncologistas do mundo

Cerca de 2 mil profissionais de todo o mundo fizeram a prova. Avaliação foi feita pela Sociedade Americana de Oncologia Clínica.

Dois médicos do Piauí estão entre os profissionais mais bem avaliados pela Sociedade Americana de Oncologia Clínica (Asco). Cláudio Rocha, 28 anos e Danilo Fonseca, 31 anos, fizeram a avaliação com outros 27 médicos brasileiros e conquistaram as maiores notas na prova realizada para cerca de 2 mil médicos de todo o mundo.

Cláudio Rocha fez 800 pontos na prova aplicada entre 2 mil profissionais (Foto: Cláudio Rocha/ Arquivo Pessoal)Cláudio Rocha fez 800 pontos na prova aplicada
entre 2 mil profissionais (Foto: Cláudio Rocha/
Arquivo Pessoal)

Cláudio Rocha fez 800 pontos e Danilo Fonseca 795. Ambos são egressos da Universidade Federal do Piauí e da residência em Oncologia do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP), ligado à Universidade de São Paulo (USP). O resultado dos piauienses contribui para que a instituição paulista ficasse com o 5º lugar entre as melhores no tratamento contra o câncer.

Danilo Fonseca também obteve excelente pontuação na prova (Foto: Danilo Fonseca/ Arquivo Pessoal)Danilo Fonseca também obteve ótima pontuação
na prova (Foto: Danilo Fonseca/ Arquivo Pessoal)

“É uma prova bastante complexa que avaliou diversos aspectos da área de oncologia. Tudo que é essencial na formação do oncologista foi avaliado nessa prova, desde os cuidados mais básicos ao tratamento, prevenção e diagnóstico. Todos os conhecimentos para que um oncologista consiga exercer uma medicina de ponta foram avaliados nessa prova”, destacou Danilo Fonseca.

No ano passado ele teve a experiência de passar pela Universidade de Harvard e acompanhar o setor responsável por pesquisas do câncer de mama.

“Para mim, ser contemplado com a nota máxima no exame internacional da ASCO mostra a qualidade técnica da formação do oncologista no Brasil. Quanto à instituição, o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo ganha destaque internacional  comparável aos maiores centros americanos de referência em tratamento e pesquisa do câncer como Harvard, Johns Hopkins, Memorial Sloan Kettering e MD Anderson”, avalia Cláudio.

Ambos falam da satisfação em exercer a medicina e atuar em Teresina na especialidade cujo campo de pesquisa está em franca expansão.

“Temos diversos centros de oncologia na capital com aparelhagem moderna e que oferecem a possibilidade de tratamento diferenciado ao pacientes e a possibilidade de quimioterápicos que são de última geração produzidos no exterior e aprovados pela Anvisa. Temos a possibilidade de tratamento completo para o paciente”, falou Danilo.

Para Cláudio, a medicina do Piauí especialmente em Oncologia tem crescido bastante na última década. “Vejo isso especialmente com a chegada de jovens oncologistas formados nos grandes centros de referência do Brasil, podendo oferecer os tratamentos mais atuais disponíveis. A oncologia no Piauí dispõe de várias clínicas especializadas concentradas na capital, sendo referência para todo o estado bem como para o Pará, Maranhão e Ceará”, disse.

 

Fonte: Sociedade Americana de Oncolo
Data publicação: 26/05/16, 06h27

 

 

 Mais Notícias

Galeria de Imagens
GEOGRAFIA

GEOGRAFIA

Igrejas e Capelas

Igrejas e Capelas

GaleriaMix

GaleriaMix

Pela primeira vez, o desfile cívico aconteceu na região da comunidade Tabocas

Prefeito Gustavo Medeiros fala sobre a situação encontrada na prefeitura de União

Folha de União Nº86

Folha de União Nº85