esporte

Silêncio de Cachoeira não surpreende

e acordo com o relator, deputado Odair Cunha, do PT de Minas Gerais, era esperado que ele viesse muito bem orientado por seu advogado

O silêncio do bicheiro Carlos Cachoeira durante seu depoimento à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito que investiga o envolvimento de sua organização criminosa com políticos e empresários não surpreendeu nenhum dos integrantes da comissão.

De acordo com o relator, deputado Odair Cunha, do PT de Minas Gerais, era esperado que ele viesse muito bem orientado por seu advogado. Cunha explicou que a CPI não baseia suas investigações somente em depoimentos.

"Não pode se esperar de um chefe de quadrilha, que ele contribua com nossas investigações. Nós queremos continuar investigando por todos os meios cabíveis."

Cachoeira disse que estava usando seu direito constitucional de permanecer calado para não se incriminar e que só falaria após seu depoimento à Justiça Federal, marcado para 31 de maio e 1º de junho. Seu advogado, o ex-ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, acrescentou que é preciso ter tempo necessário para conhecer todos os documentos das operações da Polícia Federal que investigaram seu cliente e também o julgamento de um habeas corpus em que se pede a nulidade das interceptações telefônicas feitas pela PF.

A CPMI, porém avançou em outras frentes. Apesar da resistência do relator em começar a investigação pela empreiteira Delta nacional, ao iniciar o trabalho pela Delta Centro-Oeste, já foram descobertos indícios fortes de que a organização não limitava sua interferência à Delta Centro-Oeste.

O presidente da CPMI, senador Vital do Rêgo, do PMDB da Paraíba, anunciou que, ao abrir os registros das empresas fantasmas em nome de Cachoeira, se constatou que havia depósitos da empreiteira Delta nacional.

A comissão também pediu a quebra dos sigilos bancários de todas as contas geridas por Cláudio Abreu, gerente da Delta Centro-Oeste.

De acordo com o relator, Odair Cunha, Abreu tinha procuração para movimentar as contas da Delta nacional, que utilizava para operar o esquema de Cachoeira no Cento-Oeste.

"Há mais um indício contundente e forte de que, de alguma forma, diretores nacionais da Delta tinham conhecimento do envolvimento de Cláudio Abreu com o contraventor."

Mas a decisão de abrir o sigilo da Delta no país e convocar seu ex-presidente Fernando Cavendish só deve ser tomada no dia 5 de junho, quando a comissão realiza sua próxima reunião administrativa.

A Comissão se reúne na quinta-feira para ouvir Vladimir Garcez; Idalberto Matias, o Dadá; e Jairo Martins de Souza, acusados de serem assessores de Cachoeira. A partir da semana que vem, a comissão vai realizar três reuniões semanais.

De Brasília, Vania Alves/Rádio Câmara

 

Fonte: Portal de União
Data publicação: 23/05/12, 10h09

 

 

 Mais Notícias

Galeria de Imagens
GEOGRAFIA

GEOGRAFIA

Igrejas e Capelas

Igrejas e Capelas

GaleriaMix

GaleriaMix

Pela primeira vez, o desfile cívico aconteceu na região da comunidade Tabocas

Prefeito Gustavo Medeiros fala sobre a situação encontrada na prefeitura de União

Folha de União Nº86

Folha de União Nº85