Prefeito Gustavo Medeiros fala sobre a situação encontrada na prefeitura de União

Em entrevista ao nosso portal, Medeiros assume o compromisso de pagar os salários atrasados, de convocar concursados e anuncia a construção de mais de 500 casas populares para as famílias carentes do município. Confira a

Portal de União – Como estão as coisas na prefeitura neste início de mandato?

Prefeito – Acredito que a população de União está aguardando do seu prefeito, as informações, e é o que faremos. Nós recebemos a prefeitura de uma forma que eu não imaginava, imaginava que fosse encontrar uma prefeitura em dificuldade e desorganizada; mas não imaginava encontrar uma situação de absoluta irresponsabilidade a partir dos computadores com HDs formatados e os dados apagados, sem internet, com senhas (mas já encontramos as senhas), documentos desaparecidos. Isso nos obrigou a entrarmos com uma ação junto à Comarca de União, solicitando providências no sentido de notificar os responsáveis pelo desaparecimento desses documentos. Quando se sabe que o gestor que saiu, disse na televisão que havia ficado com os documentos para digitalizar; se estava, estava de forma irregular e irresponsável, por que já não cabe a ele decidir o destino de papel. Os documentos são da prefeitura e nós entramos sem encontrar documentos importantes. O que nos motivou a acionar a Justiça, para que os responsáveis apresentem esses documentos.

Portal de União - O senhor recebeu a prefeitura com as contas bloqueadas. Que medidas o senhor já tomou neste sentido?

Prefeito – É verdade, nós recebemos a prefeitura com todas as suas contas bloqueadas, uma situação inédita na história de União. Nunca antes, um prefeito havia recebido a prefeitura da forma como nós a recebemos. Mas nós já fomos ao Tribunal de Contas e já conseguimos os desbloqueio das contas do município. Nós nos deparamos com uma situação de total descontrole financeiro! Com os servidores sem receber o mês de dezembro, com o 13º terceiro pago de forma errada para menos; muitos não receberam aquilo que tinham direito; os serviços prestados sem receber; pessoal do hospital com três meses de atraso salarial. Só ficou alguma coisa nas contas da prefeitura, por que houve o bloqueio, se não, com certeza tinha raspado o resto para pagar aqueles que queriam, só não queriam pagar eram os servidores. Esses não foram tratados com prioridade, haja vista os pagamentos comprovados que foram efetuados para uma construtora de um primo do prefeito que saiu. Isso foi prioridade! As dificuldades são grandes, mas nossa assessoria jurídica está tomando as medidas cabíveis e necessárias, para que nós possamos colocar definitivamente para funcionar todos os programas, em benefício de nossa população.

Transferência Eletrônica Disponível, último ato do ex-prefeito, transferiu recursos do FUNDEB para a conta de uma construtora de um parente [do ex-prefeito].

Portal de União – Recentemente o Fantástico, da rede Globo mostrou a situação deixada por muitos prefeitos Brasil a fora. Foi a mesma coisa que o senhor encontrou em União?

Prefeito – Infelizmente a Globo escolheu Miguel Alves no Piauí. Se tivessem escolhido União, iriam encontrar verdadeiras aberrações cometidas com o dinheiro público, como por exemplo, contas de convênios com o saldo mostrando que não houve a efetiva despesa correspondente, como no caso dos recursos para a aquisição de dois ônibus escolares e outros equipamentos no valor de R$ 732mil reais e só existem R$ 72 mil. Eu acredito que se o Fantástico tivesse mostrado União, ai sim, teria mostrado o resultado de uma administração mais do que desastrada, o que realmente prejudicou o município. Os ônibus foram entregues sem bateria, quem vendeu os ônibus, a prefeitura não pagou [mas o dinheiro foi gasto]. Isso é só um exemplo, da situação que encontramos União. Nós estamos fazendo um levantamento de todos os convênios. Através de um decreto, nós estamos paralisando todas as obras, principalmente aquelas de escolas, por que o pagamento que foi feito e que ninguém sabia pra quem ia ser feito, aquela TED suspeita que o TCE, por conta dela bloqueou todas as contas do município, agente não conhece licitação, as escolas que teriam sido reformadas ou ampliadas. Nós sabemos que existiu um apelo do gestor que saiu para que as diretoras fizessem todas as reformas com recursos do PDDE com uma mesma empresa. Essa mesma empresa que é de um parente do prefeito que saiu. Quando fizeram a licitação em abril, a secretaria de obras sequer apresentou a relação das escolas que seriam reformadas, isso é um crime grave, mas todas essas irregularidades que foram praticadas estão sendo apuradas. Por decreto paralisamos todas as obras e todos os contratos.

DÁ PARA ACREDITAR NUMA PORTARIA FEITA NESSAS CONDIÇÕES!

Ônibus Escolar foi deixado sem bateria e sem o macaco hidráulico!

Portal de União – E quando União voltará à normalidade?

Prefeito – Nós estamos trabalhando de forma incansável, manhã, tarde e noite, para que União comece a funcionar plenamente. Nós estamos buscando a normalidade, para que todos os setores possam funcionar o quanto antes. Nós encontramos uma situação muito crítica no hospital de União, inclusive com o centro cirúrgico lacrado, sem poder fazer nenhum procedimento cirúrgico. A situação da saúde em União é tão crítica que as pessoas já nem procuravam mais atendimento aqui, já iam direto para Teresina. Nenhum dado da administração que saiu merece confiança. Eles deixaram até de notificar as ocorrências relacionadas à dengue, por isso eles diziam que os casos da dengue haviam diminuído em União. Claro eles não notificavam!

Portal de União – E com relação aos salários atrasados, que providências o senhor está adotando para colocar esses salários em dia?

Prefeito – Isso já foi discutido e é nossa prioridade fazermos esses pagamentos. Estamos enfrentando esse problema. Nossa equipe já se reuniu com o Sindicato dos Servidores Públicos, o Secretário Lourival já participou de uma reunião com os servidores. Os mais de R$ 400 mil que ficaram na conta já são do servidores, nós estamos esperando a folha de dezembro. Já contatamos com o Tribunal de Contas para que localize o contador que fez essa folha, por que nós não temos essa folha de dezembro. Só depois que essa folha for localizada é que nós podemos nos programar para fazer uma negociação com os servidores e pagar o que é de direto deles. Esses mais de R$ 400 mil da educação já estão assegurados, assim como R$ 600 mil que também ficou bloqueado para a secretaria de saúde. Esses recursos estão ai e é uma prioridade para pagar os servidores. E a partir das receitas de janeiro (2013) vamos fazer a programação para os pagamentos, tão logo tenhamos acesso à folha de pagamentos, que gira em torno de R$ 2milhões de reais. O nosso compromisso é honrar todos os compromissos com os nossos servidores. Isso é prioridade!

Portal de União – Sobre segurança pública, o que o senhor tem de planejamento em relação a isso?

Prefeito – Olha, nós já pleiteamos junto ao Comando Geral de Polícia Militar e ao Secretário de Segurança Pública e, já há um compromisso dessas autoridades nesse sentido. Toda sexta-feira a Secretaria vai mandar uma equipe de policiais para ajudar a reforçar a segurança em nossa cidade. E a prefeitura vai disponibilizar todo o apoio para manter as parcerias necessárias, para que a segurança melhore em nosso município, mas vamos exigir do estado que disponibilize todas as condições de segurança para nosso município, inclusive a construção de PPOs em pontos estratégicos, como, Vila Nova Conquista, Novo Nilo e David Caldas. Vamos cobrar do governo também que aumente o efetivo policial e disponibilize viaturas e os equipamentos necessários para que os policiais garantam a tranquilidade de nosso povo.

Portal de União – O povo quer saber também, se vai haver carnaval.

Prefeito – O tempo é realmente muito curto, mas nós estamos discutindo com o pessoal que gosta de carnaval, para que juntos possamos encontrar uma forma de realizar essa festa. Aquilo que puder ser feito pela prefeitura, nós vamos contribuir.

Portal de União – Concurso Público! Muitas pessoas que participaram do concurso realizado pela prefeitura e ainda não foram contratadas querem saber: a prefeitura vai contratar os aprovados?

Prefeito – Nós sabemos que existem ações que já foram ganhas por aqueles que participaram do concurso de 2007, muitos depois de uma longa luta já foram efetivados. E existem outros dois processos relacionados ao mesmo concurso, que pelas informações que temos, também já existem ganho de causa e nós vamos fazer o que a Lei determina. Com relação ao ultimo concurso, o que for dentro da Lei nós também vamos fazer essas contratações de forma imediata. E tão logo nós tenhamos a conclusão do recadastramento dos servidores, é que nós vamos proceder com o restante de pessoal que foi classificado nesse último concurso. Hoje o município tem em torno de 1100 funcionários, e nós temos que saber onde cada um deles está lotado. Mas tudo o que for de força de Lei nós vamos cumprir.

Portal de União – Ainda com relação à situação de caos em que o município foi deixado, há previsão de quando isso vai se reverter?

Prefeito – É um desafio, mas quando nós nos propusemos novamente a administrar União, nós sabíamos das dificuldades que iriamos enfrentar. Nós sabíamos também da [coragem] daqueles que participaram dessa gestão que saiu (coragem de fazer as coisas erradas). Mas nunca imaginei encontrar uma situação de completo descaso para com a coisa pública. A administração passada achava normal pegar o dinheiro do FUNDE e emprestar para uma outra conta. O FUNDEB era tratado como se fosse um [banco amigo], na hora que precisavam de dinheiro, recorriam às contas do FUNDEB como se fosse um empréstimo sem juros. Tudo isso tem que ser apurado. Nós queremos sabem para onde foi o dinheiro que era para pagar os ônibus e sumiu, bem como em relação a outros procedimentos, nós vamos levantar cada contrato, cada procedimento do que fizeram com o dinheiro do povo de União. Já há denúncias inclusive no Ministério Público Federal. Essas situações todas estão sendo levantadas, para que logo possamos gerenciar com respeito às leis os recursos públicos do povo.

Nós já estamos fazendo levantamento de calçamento para calçar 12 mil metros², vamos junto à Caixa construir mais de 500 moradias. Nossa missão é fazer o melhor por nossa cidade. Já na próxima semana nós vamos à Brasília em busca de recursos para a melhoria de nosso município. Aos poucos nós vamos colocar a casa em ordem. Finaliza Medeiros.

 

Fonte: Portal de União
Data publicação: 21/01/13, 08h38

 

 

 Mais Esporte

Galeria de Imagens
GEOGRAFIA

GEOGRAFIA

Igrejas e Capelas

Igrejas e Capelas

GaleriaMix

GaleriaMix

Pela primeira vez, o desfile cívico aconteceu na região da comunidade Tabocas

Prefeito Gustavo Medeiros fala sobre a situação encontrada na prefeitura de União

Folha de União Nº86

Folha de União Nº85